Método Rolf - Integração Estrutural

Corpo alinhado e sem dores crônicas na coluna e articulações

Entrevista com Ida Rolf

Como definiria as tensões emocionais que são liberadas?

Na maior parte dos casos são tensões emocionais negativas. Como se sabe, é impossível chegar a uma completa e eterna felicidade. O que podemos esperar é encontrar uma pessoa que se sinta melhor. Ninguém pode ser “zerado”. As crianças, provavelmente; mas, crescendo, também elas começam a acumular emoções negativas no interior do corpo e na estrutura corporal, causando um enrijecimento de maneira mais ou menos ampla. E o enrijecimento deverá persistir, enquanto não houver uma intervenção que promova uma mudança.

Podemos, desta forma, defini-la como reações involuntárias de defesa?

Exatamente. Reações de defesa involuntárias. Consideremos o caso de um indivíduo em sofrimento. Dificilmente seremos levados a definir o sofrimento como uma postura defensiva, mas esta é, em geral, uma postura dominante que pode ser reconhecida por todos. Se assumimos uma determinada postura e a mantemos constantemente, ela pode tornar-se definitiva, transformando-se em um modelo estrutural estável. Somente o indivíduo em perfeito equilíbrio físico e psicológico e em um ótimo estado de equilíbrio estrutural, estaria provavelmente em condições de reequilibrar tais músculos, de modo a implementar um equilíbrio que lhe permitisse desembaraçar-se de sua postura ruim e de assumir uma nova e correta.

Dra. Rolf, a senhora acredita que certas partes do corpo, ou zonas musculares, são fortemente influenciadas por estados emocionais especiais ou existem motivos mais gerais?

Há uma tendência a projetar essa teoria no interior do Rolfing® , avalizada até por muitos rolfistas. Pessoalmente, porém, não penso dessa maneira! Também Bille SchutzPossível referência a Will Shutz, autor de Joy, de Here Comes Everybody e de Evy, e um dos primeiros a escrever sobre o Método Rolf no início dos anos 1970. Fonte: Ida Rolf fala sobre Rolfing e realidade física. Summus Editorial. nos tenta convencer da validade dessa idéia, apresentando uma série de argumentos dos quais, sinceramente, não compartilho. Não creio, por exemplo, que uma pessoa em sofrimento possa ser afligida em determinada parte do corpo mais do que em outras. Nos homens, por exemplo, a tensão acumulada pode frequentemente afligir a zona inguinal, mas nem sempre e nem em todos os homens isso acontece.

Acredita que haja correlação entre os chacras, que são pontos energéticos precisos no corpo, e o Rolfing®?

Sim, creio que sim! Existem no corpo pontos energéticos precisos, identificáveis nas diversas estruturas nervosas e nos pontos em que elas se unem. Creio que seja isso o fundamento da filosofia dos chakras. Não sei mais. Não é campo da minha competência.

Uma pessoa pode ser rolfada novamente depois das dez sessões? Recomenda aos seus pacientes repetir as dez sessões ou aconselharia algo diferente?

Não se deve repetir as dez sessões, pois ao final do processo revela-se de repente algo extraordinário: um corpo novo com problemas novos, que um rolfista esperto estará em condições de identificar e resolver.

Profissional certificado

Armando Macedo é profissional do Método Rolf certificado pela Guild for Structural Integration - GSI. Clique aqui e digite o nome do profissional no campo "find" correspondente a "Find Pratitioners" do site americano.

Atendimento: Rua Tuiuti, 2530 - conjunto 76, Tatuapé, São Paulo. Fones: (11)2097.1992 e (11)2768.1018.