Método Rolf - Integração Estrutural

Corpo alinhado e sem dores crônicas na coluna e articulações

Entrevista com Ida Rolf

Como se aproximou da idéia de Integração Estrutural?

Não sei, mas me recordo de haver refletido detidamente sobre o que sucederia ao comportamento humano, se fosse modificada a química, enquanto viajava de trem pela Europa. A primeira coisa que poderia modificar a química deveria ser propriamente modificar a física. Disso me lembro, e não sei de onde surgiu esta idéia, foi somente um puro acaso.

Estudou então na Europa?

Sim, estudei na Europa, mas não as minhas primeiras noções básicas. Essas eu as recebi na América. Por volta do final dos anos 30, frequentava semanalmente um grupo de yoga em NyackVilarejo em Rockland Country, Nova York. População menor que 7 mil habitantes (censo 2000), situada a 30km de Manhattan. Fonte: Wikipidia., Nova York. O instrutor se chamava Pierre BernardNascido Perry Backer, em Leon, Iowa (1875 - 1955). Iogue, ocultista, filósofo e místico. Fundou a Ordem Tântrica da América. Considerado introdutor da filosofia e prática do yoga tântrico nos Estados Unidos. Fonte: Wikipidia. e defendia um pensamento filosófico aceito completamente hoje, mas quase desconhecido na época. Americano, de origem irlandesa, Bernard era um instrutor de yoga tântrico. Creio que toda a família praticasse o tantra. De todo modo, foi levado à prática e, quando chegou à idade adulta, dedicou-se completamente ao ensino do yoga tântrico.

Existe alguma proximidade entre a filosofia tântrica e alguns conceitos relativos à Integração Estrutural?

Certamente. A maior parte das idéias modernas têm relação com uma pura e genuína filosofia tântrica, reproduzida na sociedade americana atual.Também o conceito de que mente e corpo constituem uma única entidade é tântrico e não deriva certamente da medicina ocidental.

Que tradições a influenciaram inicialmente?

No passado dediquei-me à musica, mas este é um capítulo encerrado. Minha mãe esperava que eu me tornasse uma concertista, mas esta não era a minha aspiração maior. Criei dois filhos e afinal dediquei-me sempre à família.

Acredita que teria sido mais vantajoso se fosse formada em medicina?

Certo, poderia, mas não o fiz. Tornei-me, ao invés, bioquímica, porque me foi proposto trabalhar no Istituto Rockefeller. Francamente, devo admitir que a escolha foi ditada pela facilidade maior de obtenção do diploma. É bom recordar que vivíamos uma guerra mundial e que os tempos eram muito difíceis. Estes foram os motivos da escolha.

Quem foi seu primeiro paciente?

Uma professora de música. Certa tarde veio em casa uma conhecida minha. Falou-me da sobrinha, Ethel, professora de música, e sobre o método que ela utilizava e sobre diversas modalidades de ensino. Havia sempre desejado que meus dois fihos recebessem uma educação musical; assim perguntei à minha conhecida se era possível obter da sobrinha as lições de música. “Infelizmente, não”. respondeu-me, “Ethel não dá mais lições de piano. Por causa de uma quedaQueda no buraco de uma calçada de Nova York. A professora moveu uma ação judicial contra a cidade e perdeu. Quando encontrou a dra. Ida Rolf, já havia gasto cerca de 20 mil dólares em médicos e medicamentos. Episódio narrado em Ida Rolf fala sobre Rolfing e realidade física, Summus Editorial. grave perdeu o uso da mão e do braço direto e tem problemas também com a esquerda. Não pode sequer pentear-se, lavar pratos; não consegue fazer mais nada!” Disse de fazê-la vir até mim, de modo que pudesse dar uma olhada. Quando veio, vi o que eu esperava encontrar: a estrutura do braço e da mão direita estava completamente fora de lugar e desorganizada. Depois de alguns encontros, o braço e a mão reconquistaram a funcionalidade perdida. Assim Ethel pôde finalmente voltar a ensinar música, pentear-se e lavar os pratos. Desde então, o meu trabalho é colocar ordem onde existe desordem!

Que coisa a fez pensar que poderia ajudar Ethel? Porque, daquele momento em diante, a senhora não podia considerar-se uma bioquímica, mas uma pessoa que raciocinava em termos de anatomia e estrutura. Tinha talvez estudado anatomia e desenvolvido o conceito de mudança estrutural?

Vou revelar-lhe um segredo, mas o conserve para si! Na minha vida jamais havia estudado anatomia! Somente curando Ethel me dei conta de que, quando um segmento do corpo está fora de lugar, também todos os outros estão. Assim pensei que, se pudesse obter o respectivo alinhamento, obteria também a funcionalidade completa.

A funcionalidade do braço e da mão direita da professora de música foi obtida no espaço de apenas uma sessão?

Não, certamente! O tratamento durou cerca de três meses e foi interrompido pouco depois com o alistamento dela em um corpo militarWomen's Army Corps, equivalente feminino do Exército, onde mulheres eram treinadas como soldados para agir nas frentes de batalha ou em hospitais. Exigia excelente condição física. Fonte: Maria Sílvia de Mourão Netto, tradutora, em Ida Rolf fala sobre Rolfing e realidade física, Summus Editorial feminino; de tal forma que também as lições de música dos meus filhos terminaram.

Profissional certificado

Armando Macedo é profissional do Método Rolf certificado pela Guild for Structural Integration - GSI. Clique aqui e digite o nome do profissional no campo "find" correspondente a "Find Pratitioners" do site americano.

Atendimento: Rua Tuiuti, 2530 - conjunto 76, Tatuapé, São Paulo. Fones: (11)2097.1992 e (11)2768.1018.